Desabafos de um Emagrecimento


Muita gente que circula por aqui sabe que eu estou em processo de emagrecimento.
Quero passar algumas informações e, especialmente, angústias, pois estou precisando colocar pra fora mesmo.
Vão parecer desconexas, por favor tenham paciência comigo. ;)

 Comecei o processo em 26/06/2012. Em maio vi uma foto minha numa visita de campo da faculdade e me achei um monstro. Estava pesando por volta dos 85kg. Comecei a fuçar novamente o Vigilantes do Peso (que vou chamar aqui de VP). Eu estava para trocar de trabalho, e estava vendo qual seria o melhor endereço do VP para frequentar.

 No fim de junho vi uma outra foto minha em uma festa e ali foi totalmente decisivo. Minha vida profissional ainda não estava certa, mas eu não podia esperar mais. Comecei em seguida o VP, na data acima, pesando 86,4kg. Atente: tenho 1,57 de altura.

 Como é/era a minha alimentação. Ótima, minha alimentação sempre foi ótima. Eu como de tudo, amo vegetais, legumes, frutas, verduras, sou tarada por uma salada. Mas se engana que uma comida saudável é uma comida light. Muita coisa faz muito bem pra saúde, é cheio de vitaminas, minerais, blábláblá, mas engorda pra caramba. Eu não posso comer nada que tenha glúten, embora às vezes coma mesmo assim. 90% do tempo minha alimentação é livre, especialmente, de farinha de trigo e coisas feitas com isso. O que não significa que eu não coma pão, bolo, biscoito, afinal, no mercado há versões livres de glúten. Mas é claro que não morro na coxinha de galinha de 1 real ali da esquina. Resumindo, acho que isso é uma grande dificuldade no meu processo, comparado a outras pessoas. Vejo pessoas dizendo que mudaram a alimentação, que passaram a comer coisas saudáveis e emagreceram. Não é o meu caso. No entanto, contudo, todavia, eu também como um monte de coisa que não presta, mas este não é o meu problema principal. Acho que meu maior problema é comer porque estou com vontade de comer ou porque “é hora” de comer. E não por fome.

 Porque escolhi o Vigilantes? Porque nutricionista não me ajudava. Eu sempre soube tudo que eu precisava fazer, comer, blábláblá, pra poder emagrecer. Faltava fazer. Força, fôlego, determinação, disciplina, empolgação, motivação. Eu queria fazer terapia, porque meu problema é na cabeça, mas a grana não dava. Vou falar disso mais à frente. Eu já tinha feito VP há anos atrás, em Salvador. Fiz 3 meses e emagreci 6kg. Eu tinha uma rotina de trabalho surreal, não fazia exercícios, enfim. Foi uma vitória. Resolvi voltar pro VP porque eles não tem dieta feita, a ideia é não ter restrição, é ter consciência do que come, fazer boas escolhas e controlar quantidades.

 A primeira semana foi excelente. Anotei tudo direitinho, emagreci 1,9kg. Isso é excelente pra primeira semana. A segunda semana foi ruim e a terceira também, fiz duas viagens: Petrópolis e São Paulo nos finais de semana e aí ferrou. Como meu dia de pesagem era terça-feira, eu ainda ficava com efeitos do fim de semana, rs. Depois disso, a coisa se estabilizou e passei a ter uma média de emagrecimento de 600g por semana. Tinha semana que era mais, tinha semana que era menos. Em 5 semanas eu emagreci os primeiros 5kg.



 No começo eu cuidava do café da manhã e do jantar. Meu almoço era terrível: eu comia no trabalho, que tinha uma comida péssima, engordativa pra caramba. Resumidamente eu comia a opção de carne que houvesse e alface. No fim das contas acho que isso ajudou.

 Atividade física: eu trabalhava numa empresa que vendia um produto para corredores. Todo mundo lá corria e eu resolvi entrar no esquema. Comecei a correr, do zero. Não tinha fôlego pra nada, mas tentei mesmo assim. Comecei aos pouquinhos. Meu recorde até hoje foi correr 40 minutos sem parar. Eu corria na esteira, na academia. Poucas vezes corri na rua, eu não gostava de correr na rua (e na verdade nem na esteira). Não gostava de correr na rua porque eu tinha que carregar uma toalhinha, meu celular com fone (ou ter uma bolsinha pra colocá-lo) e um squeeze pra água. Um saco correr segurando tanta coisa. E na esteira porque eu corria olhando pra parede. Na verdade correr era o que me incomodava, no fim das contas. Em 3 meses, mais ou menos, eu fiz uma prova de corrida, de 5km. Mesmo exausta (tinha feito minha mudança no dia anterior), corri 3km sem parar, andei uns 300m pra descansar e corri os 1,7km restantes. Fiz tudo isso em 38 minutos e considerei uma super vitória. Nesse período acho que o emagrecimento foi beeeem bom.


 Em outubro (16 semanas) eu bati os 10kg emagrecidos. Nesta época eu ainda fazia as coisas razoavelmente direitinho, anotava tudo, e tal. Mas de repente bateu uma chatisse, não sei explicar bem, uma falta de saco de anotar, de comer direito, burlei muito o esquema, mas ainda assim, engordando aqui e emagrecendo ali, bati os 12kg, onde estou hoje. 12,4kg, pra ser mais exata.

 Desde que me mudei pro apartamento novo, não faço exercícios físicos regularmente. Isso porque no meu prédio tem academia, viu, incluída no valor do condomínio. Eu não tenho um pingo de vergonha na cara. Digo que de lá pra cá, tenho feito meia hora de atividade física uma vez por semana ou menos. Fato é: não gosto de fazer exercícios físicos e gosto menos ainda do compromisso com eles. Eu gosto de nadar e de dançar. No entanto, ambos estão fora de cogitação por enquanto, não cabe no orçamento. Estou tentando me organizar e me empolgar pra fazer exercícios em casa. Eu gosto muito de zumba. É um exercício todo à base de dança, onde vc passa 40 minutos, mais ou menos, dançando ao som de ritmos latinos (o que eu adoro!). Mas tenho me esforçado pra ir à academia mesmo, é o que temos por enquanto.

 Há um tempo atrás eu comprei um caderninho bonitinho, do próprio VP, pra anotar tudo e nem assim a coisa andou direito.

 No entanto, algumas coisas ainda ajudam bastante: saí do manequim 48 para o 44/42. Neste exato momento estou numa calça 42. Acho que a última vez que vesti esse número eu era pré-adolescente. Vale dizer que as calças que estou comprando conforme as mudanças de número são todas da C&A e todas com lycra, pois fica melhor no meu corpo, por causa das pernas.

 Fiz um caderno com algumas frases que me ajudam, às vezes. Eu falo, falo, falo, leio, leio, mas na hora que me dá vontade de comer alguma coisa, eu vou lá e como. Sabe o que é pior? Eu não sinto a menor culpa. Isso é que me arrasa. Muito raramente rola uma culpa. Eu como porque estou com vontade de comer, e não porque estou com fome (já disse, vixe). Algumas dessas frases estão aqui.

 Sobre terapia, eu estava muito afim de fazer hipnose. Descobri um lugar aqui no Rio que trata obesidade com hipnose, e acho que pode dar certo (e outras coisas tbm :x ). Pra melhorar a situação, descobri uma dupla de pai e filho que trabalham juntos: numa semana o filho faz a terapia normal, e, com esses dados, na outra semana, o pai faz a hipnose. Gostei muito da ideia, isso me intriga bastante, só falta grana. Mas descobri que consigo fazer pelo meu plano. Tentei falar com alguns num raio perto da minha vida, mas não consegui. Amanhã tento de novo.

.
.
.

Eu escrevi 90% deste post no dia 28/02. Estava chateada (dá pra perceber, né?), descrente e meio de saco cheio.
No entanto, estava feliz por ter saído de casa pela primeira vez com minha calça 42.
Neste mesmo dia, eu ia bem perto do VP, e resolvi que ia me pesar naquele dia mesmo, mesmo que, pelo horário, não conseguisse assistir a palestra. O dia certo era só o dia seguinte. Eu tinha certeza que teria engordado, já estava conformada e planejando mudanças. Mas quando cheguei na porta desisti, resolvi me dar mais umas horas até o momento certo de me pesar, e correr atrás de um resultado melhor.
Fiz o que tinha que fazer pelas cercanias, fui pra casa, me alimentei direitinho, fui pra reunião de condomínio (#saco) e voltei pra casa. Fiquei futucando um grupo de pessoas que estão emagrecendo no Face, que eu adoro e que muitas vezes me dá um gás. Acabou que já eram mais de 22h quando eu desci pra academia, disposta a ficar 50 minutos na esteira.
Fiz isso e tive boas surpresas. Eu não resisto a dar uma corridinha, quando estou na esteira. Depois de uns 15 minutos andando, mais ou menos, resolvi trotar bem de levinho. Trotei por 30 minutos, sem parar!! A última vez que tentei trotar assim, fiz 8 minutos e tive uma dor de facão terrível que me fez parar. Dessa vez foi uma delícia: fiz os primeiros 10 minutos tranquilamente, e os próximos 18 também, apenas ficando um pouco cansada, o que é normal. Aos 28 meu joelho deu uma reclamadinha, bem pequena. Aí fui até os 30. Depois caminhei e no total fiquei 56 minutos na esteira.  Saí pingaaaaando! Subi e comi apenas banana amassada com mel e linhaça.
Nesta academia, a esteira fica de frente pro espelho. Eu, que já não gosto (rs), fiquei o tempo todo me olhando, me medindo, me analisando. E percebi que, mesmo não emagrecendo na balança, eu estou bem. Pescoço afinado, alguns ossinhos da região do pescoço estão aparecendo, eu acho super sexy.
No dia seguinte, fui pro VP e emagreci apenas 100g. Estou redondos 74kg. Meu mínimo no VP foi 73,7, antes do Carnaval. E a palestra, guess what, era sobre Ancoragem. No VP, Ancoragem é tudo que você arruma pra se agarrar, se firmar no seu propósito. Uma roupa, uma foto, um comentário. Bom ou ruim. Uma coisa boa que te motiva a alcançar, ou uma coisa ruim pra você lembrar de não voltar. Tudo depende de como você enxerga as coisas.
Mas perfeito impossível.
E na sexta fiquei muito feliz pois fiz meu primeiro bentobox. Mas isso é papo pra outro post.

:*

9 comentários:

Lola disse...

Ai Clarinha...posso te falar que eu super me identifiquei com o que vc escreveu?
Eu estou aqui, quase me enfiando debaixo da mesa, porque posso bater no peito que eu NÃO TENHO VERGONHA NENHUMA NA MINHA CARA!!! Tenho o conhecimento, o equipamento e a condição de fazer tudo certinho em termos de emagrecimento, MAS NÃO FAÇO!!! Aff! Seu post me inspirou para refletir e admitir isso. #prontofalei
Obrigada!
Bjs

Sandra Peres disse...

Quem nunca? E eu que sou técnica em nutrição e que se perdesse um kg pra cada livro de dieta que tenho em casa estaria anoréxica. Eu sei que preciso buscar força, só não sei de onde vou tirar.

Beijos e Parabéns, não é fácil e vc está conseguindo!!!

Lin Sousa disse...

olá... identificação total !!! mesmo peso e tamanho eu tenho .. e mesmo problemas tb..amei .. a ida ao vp adiei pois estou sem emprego e sem grana..mas seu texto me ajudou muuuuito !! obrigada bjks LIN o q é bentobox??

Fernanda Reali disse...

Muito bom o texto! Eu te acompanho há horas nesta saga e achei tudo bem fiel à realidade. Acho sim que funciona anotar tudo o que comeu, em caso de reeducaçao alimentar, assim como funciona anotar tudo o que gastou, no caso de reeducação na economia doméstica.

Esta parada para a anotaç!ao acaba servindo como uma tomada de consciência.

beijoooo

Roberta Lito disse...

Nossa Clara, quanto agito e eu ainda não consegui ($$) começar a hidro,é a única atividade física que gosto de fazer dentro de uma academia. Amo caminhar, me revigora, tira um peso danado das costas, aproveito para pensar na vida, masss
São Gonçalo está longe de ser um lugar ideal para caminhadas, eu fazia quando trabalhava em Icaraí com a praia toda pra mim e aquele visiual maravilhoso.
Bom, VP é uma ótima opção, mas acho que agora para mim não dá, precisava também de terapia, pois vejo que como por pura ansiedade e nervosismo. Desabafei não é amiga,nem sempre as coisas acontecem da maneira que pensamos.

Beijos e parabéns pela tamanho 42!

Achilles Froes disse...

Passei por aqui e gostei do li. Bjos amor.

♥Ana Paula♥ disse...

Adorei seu post, fiquei mais animada em continuar o que eu nunca consigo terminar..... também estou acima do peso, tenho a mesma medida que vc e não tenho vergonha na cara, sempre começo e não termino, mas gostei de tudo que vc falou. Tem que ficar feliz sim, afinal vc eliminou peso, isso que importa.
Eu moro em Vila Isabel e vc? Vou voltar para a academia na semana que vem.
Força pra gente...rs.

Beijinhosssssss

Bere Chiavegatto disse...

Oi Clara,
Acho seus resultados fantásticos!!! E vejo em você uma força de vontade muito grande. Tenho certeza que irá superar essa fase chata...

Preciso fazer esse desabafão também. Vou me inspirar no seu.
Beijos

Lauisa Nogueira disse...

Muito real esse post oh luta difícil esse negócio de emagrecimento..sabemos a teoria mas a prática...afff eu vivo saindo, escapulindo, gostei da reflexão e preciso tb criar vergonha na cara e mudar...

Postar um comentário

Dá um pitaco você também!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...